Amway cresce e investe no Brasil

A maior empresa de vendas diretas e multinível do mundo, a americana Amway emplacou em diversos países do mundo, mas nunca conseguiu sucesso aqui no país.

O CEO da empresa no Brasil, Odmar Almeida, chamou a atenção da matriz americana ao registrar um crescimento médio de 40% nos últimos quatro anos.

Publicidade

Fundada em 1959, a Amway entrou no Brasil em 1991 e na época chegou a ser o terceiro maior mercado da empresa no mundo. Mas este sucesso durou pouco. A Amway entrou em um estado de letargia e lançou estratégias malsucedidas.

Administrada por vários executivos, mas nunca acertou a mão. Com 450 produtos (100 produtos no Brasil) em segmentos como nutrição, limpeza e cuidados pessoais, a multinacional levou essa fórmula a mais de cem países e fatura U$ 8,8 bilhões.

Odmar Almeida, 53 anos que está a frente da empresa desde 2013, acredita que o Brasil já está sendo classificado pelos acionistas como a virada mais impressionante em toda a história do grupo.

Desde o início de sua gestão, a Amway contabiliza uma média anual de crescimento de 40%. Em 2016, o faturamento foi de R$ 250 milhões. Para esse ano, a projeção é superar os R$ 300 milhões. No período, a companhia saltou de uma base de 15 mil para 165 mil distribuidores. E prevê fechar 2017 com 200 mil empresários.

A Amway está destinando U$ 150 milhões, entre 2013 e 2019. Quanto mais entregamos resultado, mais liberdade estão nos dando para pedir novos recursos.”

O plano é aprender com os erros do passado e atacar pontos que explicam os fracassos anteriores no Brasil.

PONTOS CHAVES PARA A VIRADA DA EMPRESA

– Apoio ao Distribuidor
– Mix de produtos
– Adequação de preços x impostos
– Plano promocional de Viagens e Recompensas
– Investimento financeiro da Matriz

Um estudo global da empresa identificou que 82% dos brasileiros desejam empreender, contra uma média global de 56%. No entanto, 51% deles apontam a falta de conhecimento em liderança e gestão como uma barreira. Outros 43% destacam as lacunas em finanças, marketing e tecnologia.

A Amway se reinventou ao criar plataformas digitais pelo Instituto de Negócios da empresa.
Oferecem diversos módulos de cursos que vão desde empreendedorismo, como gestão de pessoas á desenvolvimento do plano de negócios.

Com essa estratégia, passou de um volume anual anterior de centenas de parceiros para 35 mil treinamentos em 2016.

Os incentivos estão tendo papel chave na virada da empresa. Ano passado (2016), por exemplo, mil vendedores jantaram na Muralha da China, fechada exclusivamente para o grupo.

Cada distribuidor pode ter sua própria página de e-commerce e a expansão das lojas próprias, de cinco para 30 até 2023, priorizando o norte e nordeste, ajudaram na alavancagem.

amway 4 Linha de nutrição Nutrilite será ampliada

Em relação ao portfólio de produtos, o foco é dar maior peso ao segmento de nutrição, carro-chefe global do grupo, que inclui produtos como suplementos alimentares, vitaminas e barras de cereais, sob a marca Nutrilite. “Não há nenhuma empresa de vendas diretas no País capaz de competir com a escala da Amway nessa área”.

Localizada em Ubajará (CE), a fazenda da empresa no País é a maior produtora mundial do concentrado de acerola orgânica usado em boa parte dos complexos de vitamina vendidos em mais de cem países.

A unidade abriga ainda um laboratório, dedicado à pesquisa de materiais. “Nunca tivemos um ciclo positivo tão longo no Brasil”, diz Almeida. Com todas essas iniciativas em andamento, ele espera conseguir, encerrar o histórico de insucessos no País.

Fazenda Nutrilite

amway 3

Deixe sua opinião