Amazon entra com ação contra Amway, Oriflame e Modicare

A Amazon entrou com uma ação no Supremo Tribunal da India, contra as empresas de venda direta Amway , Oriflame e Modicare, contestando uma decisão do Supremo Tribunal de Délhi no mês passado que proíbiu plataformas de comércio eletrônico de vender produtos de empresas de venda direta sem sua autorização.

“Enquanto as empresas de venda direta contribuem com uma pequena porcentagem para as vendas em plataformas de comércio eletrônico na Índia, a Amazon acredita que qualquer ordem judicial que restrinja as plataformas de comércio eletrônico a vender categorias de produtos específicas estabelece um precedente para outras categorias”, disse um alto funcionário do setor.

Publicidade

Um porta-voz da Amway na Índia, disse que  “Acreditam que as conclusões do Tribunal de Délhi estão corretas e no interesse dos consumidores e vendedores diretos. Temos certeza de que a Suprema Corte chegará a uma conclusão semelhante. ”

Amway, Oriflame e Modicare lideram a indústria de venda direta indiana.

“A decisão do Supremo Tribunal de Delhi esclarece que nem plataformas de comércio eletrônico nem vendedores podem vender nossos produtos sem o nosso consentimento, e esperamos que continue”, disse Vivek Katoch, presidente da Associação de Venda Direta da Índia (IDSA). .

No final do ano passado, a Amway havia acusando a Amazon de vender “sem autorização” em sua plataforma.

A Amway, a Oriflame e a Modicare também entraram com uma ação contra a venda não autorizada de seus produtos em plataformas de comércio eletrônico, como Flipkart, Amazon e Snapdeal.

A Comissão Parlamentar Permanente de Finanças recomendou uma estrutura reguladora para o negócio de vendas diretas para distinguir entre empresas legítimas e esquemas de pirâmide.

Deixe sua opinião