Anunciar produtos no site da Americanas, Walmart e Mercado Livre pode?

É incrível como existem empreendedores que anunciam de forma desleal, produtos de suas empresas nos sites de Varejo, como Americanas, WalMart, Carrefour e Mercado Livre.

Ocorre que qualquer pessoa, pode vender qualquer produto nestes sites. Basta se cadastrar, criar uma conta e anunciar a oferta. O site fica com um pequeno percentual da venda e o anunciante com o valor líquido anunciado.

Mas onde está o problema?

1. O MMN é um negócio para ser feito entre pessoas e não anunciado em veículos de comunicação.

2. Normalmente as pessoas anunciam, dando descontos. Ou seja, não vendem pelo preço de tabela sugerido pela empresa.

3. Clientes que descobrem estes anúncios mais baratos, passam a não acreditar mais nos empreendedores, que por venderem a preço de tabela, estariam vendendo mais caro que estes sites. Ou seja, aos poucos perdem a confiança de comprar através do MMN para comprar em sites.

4. Se a moda pega, imagine se todos empreendedores ficarem vendendo através de sites, cada um oferecendo preço menor ou alguma outra vantagem?!

Empresas como Hinode, Polishop, Sion Boulevard, Jeunesse, Mary Kay, sofrem com este problema.

Sempre que esta anuncio/anunciante é descoberto, recomenda-se denunciar a empresa, para que ela, usando mecanismos normais, identifique e penalize o empreendedor-anunciante.

Normalmente o empreendedor tem seu ID cortado, por ferir o código de ética da empresa e mormas constantes em seu Manual de Procedimentos.

Trabalhamos por um mercado de MMN profissional, onde atitudes inconsequentes e egoísta como essa, não sejam toleradas. Faça sua parte, não anunciando e denunciando quem faz isso em sua empresa.

Veja alguns anúncios:

Perfumes da Hinode:

Shakes da Polishop:

Perfume da Sion Boulevard:

Linha Glister da Amway:

Deixe sua opinião