Conheça as maiores fazendas de mineração de criptomoedas do planeta

A Sucesso vai mostrar agora, como são produzidas as Criptomoedas e vai apresentar as maiores fazendas de mineração do planeta. 

Assim como o ouro, criptomoedas são mineradas. Seja o primogênito Bitcoin, ou Litecoin, Ethereum, Ripple ou ate mesmo a nova moeda que serrá minerada LQX CRYPTO…

Publicidade

Não importa, para produzir moedas digitais é preciso um processo que envolve equações matemáticas complexas realizadas pelo computador através de um software específico.

Ao longo do tempo, foram criados hardwares superpotentes para realizar esse processo, e com isso também vieram às fazendas de mineração, que contam com equipamentos de última geração que funcionam dia e noite.

A prática requer o consumo de uma grande quantidade de eletricidade, além de precisar de espaços refrigerados devido ao aquecimento dos equipamentos. Hoje, a mineração é uma indústria inteira que abrange vários países em todo o mundo e assegura incansavelmente o funcionamento da rede global de criptomoedas.

De acordo com a análise Blockchain.info, a rentabilidade total do mercado no ano passado foi de US $ 4,1 bilhões. Este valor não inclui a renda obtida com a venda de equipamentos de mineração, que é estimada em cerca de 3 e 4 bilhões de dólares, como é o caso do gigante da indústria Bitmain.

Vamos apresentar um pouco mais sobre algumas das maiores fazendas de mineração do mundo, confira:

Fazenda de mineração de Dalian 

A China ainda é o principal produtor de placas de mineração de criptomoedas e ASICs, o que permite que os chineses possam comprar o equipamento por um menor preço, além de não precisar importar equipamentos para outros países.

A fazenda de mineração de Dalian, na China, foi lançada em 2016 e conta com outro benefício: baixas taxas de eletricidade. A fazenda é a mais rentável do país, com 3% de poder de hash, de acordo com os últimos dados divulgados.

Dalian, tem uma instalação de três andares, com ventilação avançada e dezenas de pessoas que trabalham para garantir o melhor funcionamento.

Embora o país esteja planejando proibir a prática de mineração, muitas empresas estão migrando para Paraguai, República da Georgia, Canadá e Noruega, atualmente à China é campeã em mineração de Bitcoin.

 

Bitfury 

Bitfury, criada por Valery Vavilov, possui escritórios em Washington, Londres, Amsterdã, Tóquio, Hong Kong, Seoul, Dubai e Moscow, além de operações de datacenter na Islândia, República da Georgia, Canadá e Noruega ainda fabrica maquinas de mineração propria. Sua fazenda de mineração foi fundada em 2011 e atualmente possui uma taxa de hash de 3.4%.

 

Bitmain/Antpool 

A maior fabricante de ASIC, a Bitmain, foi fundada em 2013, após Micree Zhan traduzir o whipaper do Bitcoin, que revelou todas as peculiaridades da rede, e se juntar a Jihan Wu, que criou um chip para mineração.

Considerada de alta qualidade, a fazenda chegou a gerar cerca de US$ 3,5 bilhões em lucros em 2017, e tem escritórios na China, Estados Unidos, Israel, Holanda e Suíça.  Atualmente, a Antpool possui uma taxa de hash de 11,8%.

Swiss Mining Farm

A maior fazenda de mineração da Suíça está localizada na pequena aldeia de Linthal, na parte leste do país. Seu proprietário, Guido Rudolphi, já administrou uma fazenda de mineração em Zurique, mas achou os custos operacionais muito altos. Após quase dois anos de busca, Rudolphi optou por Linthal, que oferece os preços mais atraentes para a eletricidade no país.

A nova fazenda, localizada em um antigo prédio da fábrica, é considerada a maior da Suíça. Embora a questão dos processadores de resfriamento ainda seja relevante, Rudolphi insiste que o possível benefício financeiro não é decisivo para ele. O mundo precisa mais do Bitcoin por razões políticas, acredita ele. O proprietário da fazenda compara a criptomoeda com a internet dos anos 1990, quando muitas pessoas analisaram esse fenômeno com muito ceticismo.

Fazendas russas

A Rússia também está entre os países onde estão localizadas outras grandes áreas de mineração. Acredita-se que o maior deles esteja localizado perto de Moscou, embora a localização exata da fazenda não seja divulgada.

O poder da fazenda de Moscou permite a mineração de aproximadamente 600 Bitcoin por mês. A moeda é gerada por 3000 mineradores ASIC Antminer S9 e, para isso, é necessário um desempenho de cerca de 38 PH por segundo. Para arrefecer esta quantidade de equipamentos, é utilizada uma ventilação moderna da Islândia. As despesas com eletricidade são superiores a US $ 120.000 por mês, afirma o Slavorum.org.

 

Genesis Mining

Lançada em 2014, a fazenda Genesis Mining começou sendo sediada na China e na Bósnia, mas atualmente encontra-se na Islândia e no Canadá devido às temperaturas frias e baixos preços de eletricidade.

A empresa, líder mundial no fornecimento de poder de hash para terceiros, fornece serviços de mineração em nuvem.

 

MDX Rental

A empresa, hoje é um dos principais nomes do universo digital, expandiu seu foco em tecnologia Blockchain,  desenvolve o Algoritmo Nanotech para arbitragens e hoje dá ênfase para a blockchain e a implementação dessa tecnologia nos sistemas financeiros e de gestão, além de apoiar a criação de novos ativos digitais e o desenvolvimento da descentralização de toda a web.

O surgimento de novos atores em nichos jovens e lucrativos é muitas vezes difícil de prever. Um ex caminhoneiro e empreendedor decidiu empreender na mineração depois de ter enfrentado problemas financeiros em seu trabalho anterior em uma empresa de perfumes.

Fundada em 2016 por Antônio Silva, como um clube entre amigos, denominado CredClub, que mais tarde foi renomeada para CredMiner, é sócia da MDX Rental S/A, e se transformou em um negócio multimilionário em apenas dois anos.

Hoje, com maquinas na China, Islândia e fazenda situada no Paraguai, criou o maior parque de mineração intermodal das Américas para dar suporte ao maior programa de afiliados em mineração compartilhada do mundo. Semelhante a outras fazendas, onde os proprietários preferem não atrair a atenção por medida de segurança, até então preferiu ficar no anonimato.

A MDX Rental S/A tem escritórios na Alemanha, China e o maior parque de mineração Intermodal da América Latina (Paraguai) que permite que clientes de todas as partes do mundo aluguem hardwares para que possam minerar através de um programa de afiliados com mineração compartilhada, além de lançar sua própria moeda em 2019 a LQX Crypto.

 

 

Deixe sua opinião