Karatbars vive enorme drama com ataque online sujo

Nos bastidores da Karatbars há um enorme drama. A empresa sediada em Stuttgart está sendo fortemente atacada por uma campanha online suja.

A Karatbars, acredita que é o criador destes ataques, seja Marvin Steinberg, Steinberg Marketing. 

Publicidade

Marvin Steinberg e sua empresa “Myico Agency / Steinberg Marketing GmbH” foram comissionados em dezembro de 2017 com a criação de uma moeda e a implementação de uma OIC.

A agência de Steinberg criou a base KBC Coin  e, de acordo com a Karatbars, apenas Steinberg teve acesso às 12.000.000.000 de moedas geradas. Por acordo, a Steinberg criou um site e controlou a receita vendendo as moedas.

Pagou-se a Marvin Steinberg mais de 2,8 milhões de euros pela OIC, os sites e a organização de Listagens em trocas de criptografia apropriadas (por contas de taxas prováveis). A OIC começou e os primeiros investidores compraram as moedas.

De acordo com a KaratbarsSteinberg tinha todas as cordas na mão. Sozinho ele poderia transferir moedas, para quem quisesse. “Karatbars menciona um caso em que um comprador de 15 milhões de moedas foram transferidas, embora apenas 1,5 milhões de moedas tenham sido concedidas. Em outro caso, mesmo sem legitimidade, 180 milhões de moedas deveriam ter sido enviadas para uma carteira na África do Sul.

Mesmo assim, Karatbars viu um sério dano à sua reputação. Assim, a Steinberg foi obrigada a cumprir suas obrigações como prestadora de serviços, após o que esta decidiu sair da parceira de negócios. 

Depois que a Steinberg não estava mais acessível de acordo com a Karatbars, a empresa iniciou uma ação legal contra Marvin Steinberg. “Somente quando a data da corte para a liberação das moedas foi determinada, o empresário da OIC reagiu e quis chegar a um acordo extrajudicial”.

De acordo com Karatbars, a primeira entrega revelou que uma carteira com mais de 400.000.000 moedas não foi entregue. No entanto, uma vez que veio em princípio a uma transferência, o tribunal não viu mais motivos para levar um procedimento para as moedas ainda em falta.

Somente o promotor Stuttgart tomou a ação preliminar contra Marvin Steinberg por fraude.

A Karatbars confirmou que 239 milhões de moedas (cerca de US $ 12 milhões) foram vendidas com a carteira perdida, o que levou a uma queda no preço da KaratGold Coins, causando enormes prejuízos para investidores e empresas.

Karatbars suspeita que uma agência na Rússia tenha sido contratada para trabalhar e difamar a emoresa, sua moeda e seus negócios e donos.

Além disso, parceiros afiliados da Karatbars estão sendo contatados para levantá-los contra a empresa. A Karatbars está agora buscando uma ação coletiva.

Marvin Steinberg, por outro lado, publicou um comunicado de imprensa online há apenas alguns dias na qual comenta a falida “cooperação da KaratGold”, com declarações que irão compremetê-lo judicialmente.

Sobre a  Karatbars International

A Karatbars International foi fundada em 2011. A empresa é especializada na venda de pequenas barras de ouro e artigos para presente em barras de ouro.

A sede e o centro de logística da Karatbars International estão localizados em Stuttgart, na Alemanha. É responsável pelo suporte, marketing, comunicação com o cliente e parceiro, execução e entrega de pedidos. A sede também coordena a abertura de novos países em toda a Europa.

As entregas em quantidades menores são embaladas sob vigilância por vídeo na sede da Karatbars International e enviadas diariamente pela FedEx.

 

Deixe sua opinião