LQX: a criptomoeda que vai revolucionar o mercado e possibilitar pagamentos para uso no dia a dia.

A LQX já nasce com uma rede com milhares de usuários e não apresenta as deficiências que outras criptomoedas, como o Bitcoin, têm, como a alta volatilidade e uma rede bastante lenta.

Sua tecnologia permite que a criptomoeda seja minerada por qualquer pessoa através de Masternodes e máquinas, e tem como objetivo executar micropagamentos no dia a dia, além de já possuir um sistema de autouso que garante a tão sonhada usabilidade da moeda para evitar flutuações excessivas e a consequente perda de valor.

Publicidade

Seria isso a 4ª revolução do dinheiro?

A criptomoeda está sendo desenvolvida há cerca de dois anos e a ideia inicial era ser apenas uma moeda interna para os afiliados parceiros da Liquidex, como foi o caso da Binance Coin, cujo valor unitário hoje supera os U$ 22.

A LQX é baseada na tecnologia X11 (a mesma utilizada no Dash, outra criptomoeda de grande sucesso a nível mundial) e desenvolvida a partir do Bitcoin como uma rede de incentivos de dois níveis, conhecida como rede “Masternode”. Já a tecnologia PrivateSend aumenta a fungibilidade, enquanto a InstantSend permite a confirmação instantânea de todas as transações efetuadas, podendo ser utilizada em toda Rede Cielo/Elo.

Neste trabalho, foi proposta uma série de melhorias com base no Bitcoin, resultando em uma criptografia decentralizada, fortemente anônima, com transações instantâneas à prova de adulteração e uma rede P2P (“Peer to Peer”) secundária incentivada a fornecer serviços para a Rede Dash.

Por este motivo, “escolhemos a tecnologia X11 para ser a base da LQX. Não criamos uma moeda simplesmente para captar dinheiro no mercado através de uma ICO (sigla para “Oferta Inicial de Moedas”, em inglês) e nem a comercializamos antes dela se tornar usual.

Nós criamos uma criptomoeda para ser usada pela nossa rede de clientes que já estão cadastrados em nossa plataforma e para que estes possam se beneficiar dela. Eles já utilizam nossa moeda no dia a dia e agora outras pessoas poderão utilizá-la também”, afirma Antonio Silva, responsável pela criação da moeda.

A princípio, a LQX será comercializada pela Liquidex (www.liquidex.de e www.liquidex.com.br), empresa que está estabelecendo sua sede em Berlim, considerada a capital mundial das Fintechs, na Alemanha. Também estará disponível na CoinTiger, referência no mercado asiático, além de outras plataformas como a CredMiner, MDX Rental, CredShop e, muito em breve, em outros sites e corretoras de criptomoedas.

Deixe sua opinião