Lyoness é considerada piramide pelo governo Italiano

Após um boom no recrutamento de investidores locais, a Lyoness chamou a atenção das autoridades italianas, que resolveram investigar a empresa desde setembro de 2018.

A investigação concluiu que a Lyoness é um esquema de pirâmide na Itália.

Publicidade

De acordo com a investigação da AGCM,

o sistema de promoção utilizado pela empresa Lyoness Italia para difundir seu negócio junto as consumidores através de cashback (ou seja, com o retorno de uma porcentagem do dinheiro gasto em estabelecimentos afiliados), é incorreta porque integra um sistema com características piramidais .

Para aqueles que não estão familiarizados com o modelo de negócios da Lyoness, a empresa usa um truque de cashback para mascarar o recrutamento de pirâmide. Os recrutados investem em unidades, que pagam um ROI fixo quando novos investimentos são feitos.

Ou como o AGCM colocou;

eles fazem uso de um sistema de promoção, usando o pretexto de vantagem de compras com cashback, que envolve o recrutamento de um grande número de consumidores que são necessários, depois de ter assumido o papel de gerente de vendas, pagar uma taxa de entrada particularmente alta para acessar o primeiro nível de comissão (igual a € 2.400,00) e iniciar a “carreira” como Lyconet Premium Marketer.

Posteriormente, eles devem recrutar outros consumidores, bem como fazer pagamentos adicionais para confirmar e progredir na “carreira”.

De particular interesse é que a investigação da AGCM revelou que as compras de cashback dentro da Lyoness representavam apenas cerca de 16% das receitas da Lyoness na Itália.

Os 84% ​​restantes foram provenientes de investimentos diretos em recrutamenhto.

Isso se deve ao fato de que, por design, a quantidade de volume necessária para acionar um ROI é inviável por meio do cashback.

A AGCM também discordou de como a Lyoness apresentou seu modelo de negócios, rotulando suas práticas de marketing como “enganosas”.

Além de ser declarado um esquema de pirâmide ilegal, a AGCM também multou a Lyoness em € 3,2 milhões de euros.

A Lyoness também tentou mascarar o esquema renomeando “unidades contábeis” para “unidades de compras” e mudando o nome da empresa para Lyconet e, mais recentemente, para Cashback World.

 

Deixe sua opinião