Maravilhas da Terra enfrenta pirataria de seus produtos

O sucesso do Super Chá SB e de outros produtos naturais da Maravilhas da Terra já tem feito surgir tentativas de cópias ilegais, comercializadas por consultores de outras companhias.

A pirataria vem sendo recebida com naturalidade pela empresa, que vê nisso o efeito de seu crescimento acelerado e impressionante desde o início do ano.

Publicidade

“Sempre que uma empresa escala e assume o protagonismo do seu mercado, as tentativas de cópias são inevitáveis. Mas o nosso jurídico já está tomando as devidas providências para notificar essas pessoas e iremos às vias judiciais se necessário”, afirma Martinelly Santos.

“O que os piratas não entendem é que esse nosso crescimento estrondoso não é apenas por causa dos resultados dos produtos, que são incontestáveis. Mas, principalmente, pelo nosso propósito de transformar vidas, o que faz termos um verdadeiro exército de pessoas levando a nossa palavra a todos os cantos do país. Por isso, por mais que tentem plagiar os produtos, jamais conseguirão alcançar o coração das pessoas, como a Maravilhas da Terra vem fazendo através de um propósito muito maior e de uma visão de negócio grandiosa”, acrescenta Santos.

Criada em 2017 na sala da casa dos seus presidentes Lorena e Neil Campos, a Maravilhas da Terra ganhou escala rapidamente com os seus chás que ajudam a emagrecer, dormir, dar energia e uma série de outros benefícios.

Em fevereiro de 2019, a empresa assumiu um novo posicionamento com a chegada do CEO Martinelly Santos, especialista em plano matemático e profundo conhecedor do mercado de Marketing de Relacionamento.

Desde então, o plano foi reconstruído, as embalagens repaginadas e outros produtos entraram em seu portfólio, somando mais de 30 itens.

Em sua primeira grande convenção, no dia 27 de outubro, a Maravilhas da Terra promete anunciar novos produtos e outras ações inéditas para alavancar ainda mais o crescimento de seus consultores.

Deixe sua opinião