Pirâmides: Adsply e ImarketsLive são alvo no Brasil e Colômbia

A Promotoria Publica do Brasil e autoridades da Colômbia estão mirando a Adsply e na ImarketsLive.

O número de pessoas que estão sendo lesadas e estão procurando a policia e órgãos representativos aumentou sensivelmente.

Publicidade

A Colômbia possui uma lei bem estruturada, mas isso não impede piramideiros de agirem.

A Superintendência de Sociedades da Colômbia alertou para a fraude no seu site supersociedades.gov.co.

Já a Superintendencia Financiera da Colômbia alertou para a pirâmide financeira iMarketsLive, Alex Morton, Camilo Fonseca e Iván Tapia na página superfinanciera.gov.co.

Não existem provas dos investimentos e os produtos são de fachada.

Para quem não sabe, o golpe ADSPLY chegou ao fim, porque o dono dessa pirâmide  forjou o próprio sequestro.

Deixe sua opinião