Rodan + Fields entrará no Japão em 2020. E no Brasil?

A Rodan + Fields, a empresa americana que nos últimos anos se tornou a maior referência em qualidade de cosméticos do mundo abrirá sede no Japão em 2020.

O lançamento será o primeiro passo da empresa de cuidados com a pele, inspirada em dermatologia, na expansão para o mercado asiático, um dos mercados que mais cresce globalmente para o setor de beleza e cuidados pessoais. 

A Rodan + Fields entrará com novas formulações de produtos projetadas exclusivamente para o mercado japonês.

Publicidade

As Dermatologistas Dra. Katie Rodan e a Dra. Kathy Fields fundaram a Rodan + Fields com a missão de oferecer aos consumidores a melhor aparência de suas vidas através de um modelo de negócios conectado ao consumidor e uma poderosa Comunidade de consultores. 

A equipe de cientistas e inovadores da Rodan + Fields passou cinco anos desenvolvendo esquemas e fórmulas de tratamento de pele adaptados especificamente para o Japão. Essas fórmulas de prestígio foram submetidas a testes clínicos no Japão para garantir sua eficácia neste mercado.

“Como dermatologistas, entendemos a importância universal de uma pele saudável e bonita e acreditamos que nossas soluções inovadoras feitas especificamente para este mercado são uma forte opção para o Japão, um dos mercados de pele mais sofisticados do mundo”, disse a Dra. Rodan.

“Após cinco anos de pesquisa intensiva e testes de produtos no Japão, estamos trazendo produtos para a pele que mudam a vida e a confiança que inspira para o mercado japonês exigente”, disse a Dra. Fields.

De acordo com o compromisso da empresa de fazer o bem nas comunidades em que atua, a Rodan + Fields também anunciou que irá ajudar os jovens no Japão a ter sucesso na escola e na vida. 

Esse esforço expandirá os programas Kids Door para cerca de 3.000 estudantes do ensino médio com assistência educacional, aconselhamento e nutrição básica para ajudá-los a se formar no ensino médio e ingressar na universidade. 

Também ajudará aqueles que abandonaram a escola a obter uma equivalência no ensino médio e a encontrar emprego. O subsídio será destinado a jovens que moram na ala Adachi, um bairro carente de Tóquio.

Em breve a empresa comunicará a data de lançamento de seu pré-marketing no Brasil.

 

Deixe sua opinião