3 vícios que te impedem de enriquecer (Por Isaac Santos)

Por se tratar de vícios emocionais, provavelmente você vai entender racionalmente tudo que eu escrever, vai se identificar com um ou mais vícios, porém só alcançara a cura se mudar a sua comunicação, pensamentos e crenças acerca da sua vida financeira e sua forma de agir com o dinheiro. Sim, eu escrevi “cura”! Existem vícios emocionais que adoecem a sua vida financeira, vícios que te impedem de ir para um próximo nível e, muitas vezes, te mantem com um resultado baixo ou na corrida dos ratos.

  1. MEU DINHEIRO SUADO

Você já deve ter ouvido isso por ai: “meu dinheiro é suado!”, “eu trabalho muito duro para ter esse dinheiro!”, “dinheiro é difícil de se conseguir, não nasce em árvore!”.

Pessoas que se comunicam assim, acreditam, de forma inconsciente, que existe muito esforço para ter aquele dinheiro. Elas passam a colocar muita energia e foco naquele montante e cenário, perdendo a oportunidade de enxergar algo muito maior, algo muito mais abundante.

Elas não conseguem ganhar muito mais dinheiro por estarem focadas na dificuldade do que já ganham. Pessoas prósperas e bem sucedidas não dizem essas frases e não sofrem desse vícios. Elas entendem que existe para elas uma fonte inesgotável de dinheiro e recursos financeiros.

Elas não são dominadas pelo volume de dinheiro que tem, pelo contrário, elas dominam o que tem e expandem suas mentes para conquistar muito mais. O MMN e o empreendedorismo de forma geral ajuda muito empreendedores a se liberarem desses vício ao longo dos anos.

É muito comum pessoas entrarem em uma empresa de marketing de relacionamento com esse vício e, após 6 meses, ter se libertado dele. Quando você começa a “arriscar mais”, você aprende, inconscientemente, que existe muito mais a ganhar fora de você que a perder dentro de você.

No multinível, você ouve e assiste histórias incríveis de superação e transformação financeira. Isso gera um impacto muito forte na sua reprogramação mental e ajuda muito a vencer esse vício.

  1. NÃO POSSO PERDER MEU DINHEIRO

Já ouviu algo mais ou menos assim: “não posso perder meu dinheiro”, ou “meu medo é perder esse dinheiro”, ou ainda “não posso perder o meu dinheirinho suado”? Pois é, pessoas que se comunicam assim, estão emocionalmente configuradas para perder, vou te explicar porque.

No cérebro humano, a palavra “não” tem valor nulo. Por exemplo, se eu pedir para você não pensar em um macaco amarelo em cima de uma árvore, sinceramente, você conseguiu não pensar nisso?J Por isso que, quando se fala para crianças ainda em formação (2 a 5 anos) para “não pegar nisso” ou “não pegar aquilo”, elas vão e fazem justamente o contrário!

O cérebro humano não entende o “não” de forma tão simples e fácil. Quando você fala “não posso perder meu dinheiro”, inconscientemente, você está dizendo “posso perder meu dinheiro”, e, assim como uma criança tem dificuldade de entender o “não”, você também tem (de forma inconsciente) e acaba fazendo o contrário. No MMN esse vício é bem recorrente, principalmente entre os novos empreendedores.

  1. COMPRAR POR QUE TENHO DINHEIRO

Conhece pessoas que falam uma dessas frases? “Vou comprar porque tenho dinheiro!” ou “Eu ainda tenho dinheiro para gastar!” ou ainda “Tenta passar o meu cartão de crédito ai para vê se aprova!”, “dinheiro foi feito pra gastar mesmo!”.

Pessoas que falam assim, pensam e acreditam, de forma inconsciente, que não podem ter dinheiro com elas. Elas estão programadas para gastar tudo que tem. Elas não compram o que precisam, elas não compram por encontrar uma oportunidade, elas compram pelo motivo de ter o dinheiro.

Pessoas com esse vício, estão programadas a gastar tudo o que tem não importando o quanto elas tenham.

No MMN esse vício é o mais comum entre os líderes. Conheço centenas de empreendedores líderes que eram desprovidos de recurso financeiro antes de empreenderem em alguma empresa de marketing de relacionamento, passaram a ter ganhos expressivos dentro da indústria do MMN, passaram a frequentar ótimos restaurantes, compraram veículos de luxo, roupa de marca e tudo mais que estivesse a sua frente até esgotar toda sua fonte de renda. Você também conhece alguém assim?

Alguém que ganhava R$1.000,00 por mês e estava sem dinheiro. De repente essa pessoa passou a ganhar R$5.000,00 por mês e continuava sem dinheiro para investir fora da empresa dele, doar e economizar.

Então, passou a ganhar R$50.000,00 por mês e continuava no mesmo padrão financeiro. Conhece? Possivelmente essa pessoa sofre desse vício por estar emocionalmente programada para gastar tudo que tem!

Para se “curar” desses males recomendo o seguinte passo-a-passo:

1.1. Tome consciente do vício. Quando você perceber que tem um vício, automaticamente, o seu cérebro vai querer “contar uma história para você”. Nessa história, você terá razão por ser como é.

Essa história vai te entregar alguma “razão”. Exemplo: Eu tenho o vício de gastar tudo que tenho porque o dinheiro é feito para gastar mesmo. A vida é curta, e preciso desfrutar 100% de tudo e blá, blá, blá, blá.

Toda história bem contada convence. `Porém essa história que você conta para você mesmo, vai te manter com razão e do jeito que você está. Na vida, ou você tem “RAZÃO” ou você tem “MUDANÇAS”. O que você decide agora?

1.2. Uma vez tomando consciência do vício e uma decisão por mudar, agora é a hora de modificar sua estrutura de comunicação.

Sim, mudar drasticamente! Se você costumava dizer que “não posso perder o meu dinheiro”, você vai passar a dizer que “vou ganhar muito mais dinheiro”, se você costumava a dizer que o “dinheiro é difícil de se conseguir”, você vai passar a dizer que “dinheiro é muito fácil de se conseguir”.

Você precisa falar isso umas 20 vezes por dia. Falar para os seus pais, cônjuge, amigos, colegas. Vai parecer meio doido isso, porém é um método que funciona poderosamente!

1.3. Avalie e redefina o seu ciclo de amigos. Já ouviu esse ditado “Diga-me com quem andas e te direi quem és”?

Pois é, você é a média das 5 pessoas que mais se relaciona. Então, avalie de forma racional, quem te joga para baixo, sobre mentalidade financeira e quem te joga para cima. Se aproxime das pessoas que te jogam para cima sempre!

Você tem algum desses vícios? Conhece alguém que tenha? Espero ter ajudado você a tomar consciente desses vícios que impendem pessoas a prosperarem e construírem um patrimônio financeiro sólido.

Compartilha e envia para alguém que você conhece que precise ir para um próximo nível financeiro!

Isaac Santos (Trainer em PNL pela The Pure Society of NLP)

Deixe sua opinião