Abranetwork denuncia 35 pirâmides ao MP

A Abranetwork denunciou 35 pirâmides ao MP por esquema Ponzi. A Instituição não poderá divulgar o nome das mesmas, por sigilo processual, mas todas estão na Black List, postada aqui no portal.

Veja a Black List clicando AQUI

Publicidade

A Abranetwork divulgara segunda feira sua nova linha de averiguação de empresas, face a necessidade de revisão, tendo em vista que em 6 meses, uma empresa criada como esquema PONZI,  nasce, cresce e morre.

O Brasil possui 603 pirâmides no momento. Quando uma empresa procura a instituição, pressupõe-se que ela é legítima, porque seria muita burrice dela, solicitar adesão e em seguida verificarmos se tratar de pirâmide.

O processo de adesão a Abranetwork, demorava cerca de 6 meses, um tempo longo demais. As empresas espertamente usavam a marca e o certificado da instituição para gerarem credibilidade no mercado, como se tivessem o selo de MULTINIVEL 100%, o que não é verdadeiro.

Estar em processo de associação para receber o selo, não dá direito da empresa, divulgar que possui o selo.

Hoje no Brasil, apenas a CREDMINER possui o selo MULTINIVEL 100% e a DD deverá receber até dezembro deste ano, após Auditoria.

Outra mudança, é que a instituição divulgará as exigências e o estado de confiabilidade das empresas associadas, mensalmente, porque as auditorias serão mensais, sinalizando para o mercado, o “Momentum” da empresa.

Ou seja, a partir de agora, será muito mais difícil, uma empresa enganar a instituição, os órgãos oficiais e o mercado.

A Auditoria mensal e a divulgação dos dados são condição sine-qua-non, para a empresa receber o selo MULTINIVEL 100%. Sem o selo, a empresa perde o direito de ser associada, é será denunciada como pirâmide aos órgãos competentes.

A Abranetwork irá lançar uma campanha que combate pirâmides de forma prática e inteligente, garante Claudio Di Lucca, presidente da Abranetwork, que já ajudou a fechar 49 pirâmides no Brasil.

 

 

Deixe sua opinião