Não é novidade para ninguém que a sociedade vem sofrendo profundas transformações com as novas tecnologias.

A forma com que consumimos produtos e serviços foi um dos aspectos em que houve mais mudança. Temos mais marcas, mais opções de escolha e com isso a necessidade de busca por mais informações vem crescendo.

Se há alguns anos atrás existia aquela comunicação praticamente monodirecional em que só o anunciante falava, hoje temos a interatividade como palavra-chave, se antes tínhamos que falar com a massa, atualmente temos que nos preocupar com a segmentação, e se antes não importava tanto a opinião do consumidor, hoje essa opinião é tudo.

É claro que tudo começou com a internet e que ninguém sabe ao certo onde vai chegar, mas o que sabemos com certeza é que as mídias sociais vieram para ficar e se configuram como um espaço de realização de negócios, de compra e venda de produtos e serviços, que por sua vez necessita de uma linguagem apropriada para alcançar sucesso.

As mídias tidas como convencionais ainda são fortes e concentram altos volumes de investimento.

Grandes empresas nacionais e multinacionais que oferecem produtos e serviços para todo o país necessitam das emissoras de televisão, das revistas, de outdoors em grandes praças para ter abrangência, mas até os grandes anunciantes se renderam ao marketing digital, graças à eficácia e à possibilidade de segmentação e interatividade de um lado, e por outro o pequeno volume de investimento requerido se comparado aos meios tradicionais.

O marketing digital transformou o mercado publicitário e ensinou que publicidade e propaganda é para qualquer porte de cliente e promoveu uma grande expansão ao inserir neste mercado micros e pequenos empresários e seus negócios na internet.

Se antes havia um isolamento técnico dada a dificuldade e o preço de se fazer propaganda do jeito tradicional, hoje temos a possibilidade de com pouco dinheiro desenvolver conteúdos e estratégias e ainda por cima saber exatamente a conversão, o rendimento e o engajamento delas.

Observando a passagem do tempo vemos que algumas coisas não mudam, como por exemplo a ligação entre planejamento, mídia e criação, pois ainda é necessário persuadir as pessoas e não adianta você ter uma bela criação e falar com a pessoa errada no canal errado.

Pensando no mundo digital, não adianta ter um blog bem feito ou website se não houver tráfego, como também não adianta levar as pessoas até seu blog ou site se eles não possuírem um bom conteúdo.

As técnicas de SEO que promovem a otimização na busca de conteúdos e o ranqueamento de sites realmente funcionam, mas somente se os textos em questão tiverem relevância e apresentarem as palavras certas.

Lembra daquela história do jardim florido? Pois é… é preciso deixar o jardim sempre florido, com o maior número de cores e olores para atrair as borboletas.

Enfim, esse artigo quer ressaltar a importância do marketing digital, mas também da qualidade dos textos que serão utilizados nas estratégias.

Mesmo vídeos e outros materiais dependem de um bom texto e a precisão na sua elaboração fará toda diferença no resultado, pois cada produto ou serviço requer uma linguagem diferente, uns precisam ser mais racionais, outros emocionais, uns precisam ser formais outros informais, uns precisam usar comprovações e depoimentos, em outros não podem aparecer, e assim por diante.

Por isso, se você precisa desenvolver esse trabalho, e é muito provável que sim, procure um profissional que saberá o tipo de flor para atrair o seu tipo certo de borboleta.

Quer saber mais? Acesse agora o nosso Site de Textos Publicitários que vendem na Internet

Clique aqui => https://aumenteseutrafego.com.br/textos-publicitarios-copy

Por: Daniela Regina da Silva – Publicitária, Redatora e Copywriter

Por: Bruno Brito Santos – Especialista em Marketing Digital e Funil de Vendas

 

 

 

Deixe sua opinião