Hacker invade sistema de empresa de MMN e vaza dados de seus empreendedores

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

O Gabinete do Procurador Geral da Califórnia, confirmou que estão investigando os motivos, o dano e os autores da violação de dados do sistema da Arbonne.

O incidente aconteceu no dia 20 de abril, quando ocorreu uma “atividade incomum dentro de um número limitado de sistemas internos”.

Enquanto a investigação continua em andamento, a investigação preliminar determinou que certas informações nos sistemas da Arbonne podem ter sido acessadas sem autorização.

A Arbonne identificou que dia 23 de Abril, ocorreu um acesso remoto, não autorizado por pessoas desconhecidas em seu sistema gestor.

Arbonne confirmou que as informações que poderiam estar sujeitas a acesso não autorizado incluem informações pessoais, como nome, endereço, nome de usuário e senha.

A Arbonne notificou 3.527 empreendedores tiveram seus dados vazados.

A empresa, imediatamente iniciou uma redefinição forçada de senha para as contas afetadas.

A Arbonne também está revisando e aprimorando as políticas e procedimentos existentes.

A Arbonne fornece acesso a serviços de monitoramento de crédito e proteção de identidade por um ano através da Kroll, a indivíduos cujas informações pessoais foram potencialmente afetadas por esse incidente, sem nenhum custo para esses indivíduos.

Arbonne também relatou esse assunto ao FBI e reguladores relevantes.

A Arbonne sustenta que :

não determinou que as informações do cartão de pagamento ou de identificação governamental, como números do Seguro Social, fossem acessadas.

 

O que levou à violação de dados da Arbonne não foi divulgado. Supondo que não fosse negligência da parte deles, a Arbonne parece estar fazendo a coisa certa por seus distribuidores.

Nos EUA, crimes de acesso a dados privados devem ser comunicado imediatamente as autoridades governamentais.

 

Veja também