O sucesso da Credminer no Brasil e no mundo

A Credminer soltou um comunicado ao mercado que a SUCESSO transcreve abaixo. 

A Sucesso tem acompanhado o trabalho incansável da diretoria da empresa em provar sua idoneidade e este fato merece todo respeito do mercado. Não por acaso, a empresa se tornou a maior empresa de mineração e criptomoeda do mundo.

Leia o comunicado para entender a posição da empresa:

Diante do que está acontecendo no Brasil e no mundo, após 3 anos e 7 meses de mercado, desde o dia 10/10/2019 NÃO ACEITA NOVOS CADASTROS no Brasil, isso, até que a CVM decida sobre um SandBox Regulatório do mercado de criptomoedas. Já enviamos uma consulta pública a CVM, nos disponibilizando para esclarecer todas as nossas operações.

Ao contrário de muitas empresas que apenas fecham as portas e deixam seus clientes no prejuízo, tentamos de tudo, durante todo este tempo PROVAR que somos uma empresa diferente.

Mostramos todas as nossa operações em tempo real, direto na blockchain, e aos afiliados que já estão cadastrados fique tranquilos, CONTINUARÃO a receber sobre o resultado da mineração e arbitragens que fazemos diariamente até o ultimo dia de seu contrato.

NÃO dependemos da entrada de novos cadastros para ter lucros. Vale ressaltar que NUNCA prometemos receber ou pagar em REAIS, EUROS ou DÓLARES, e sim em criptomoedas, sempre as mais lucrativas, você pode a qualquer momento retirar suas criptomoedas e vendê-las no P2P ou via Exchange.

Para continuar operando, não procuramos um “paraíso fiscal” para nos esconder, decidimos procurar um país onde tivesse leis claras, regras definidas e que fosse um “Paraíso Legal” e abrimos nossa base em Berlim, na Alemanha com filial nos Estados Unidos da América, países com regras claras para operar com criptomoedas e programa de fidelidade.

Embora a sede da CREDMINER seja no URUGUAI, temos um representante comercial no Brasil, a MDX Capital Miner Ltda, e o tempo que atuamos no Brasil, levamos mais de 10.000 pessoas para conhecer nossas instalações no Paraguai.

Sempre deixamos claro que JAMAIS garantiríamos Lucros, pagamento fixo e 100% do investimento feito por nossa rede está em máquinas, estrutura e equipamentos, nunca pagamos pela entrada de pessoas com o dinheiro de novos, vários sites sérios como; Folha de São Paulo, Revista Sucesso, Cointelegrafh, o maior Jornal sobre economia da Alemanha  Handelsblatt, o jornal mais importante da Suíça Neue Zürcher Zeitung e a maior revista econômica da Europa  WirtschaftsWoche foram nos visitar e checar in-loco toda nossa estrutura, e muitos afiliados já foram, inclusive, conhecer nosso escritório em Berlim.

Alguns Jornais, sempre fabricam notícias com um título sensacionalista para desmerecer nossa empresa e o mercado que atuamos, o maior problema, é que colocam no mesmo “balaio” empresas serias como a nossa com golpes praticados no mercado. Aliás, fato corriqueiro nos últimos anos dentro do jornalismo brasileiro. Afinal, a maioria das pessoas não leem matérias como um todo, apenas os títulos das mesmas e ficam assim com a primeira impressão.

É de notório saber de todos que os bancos começaram a encerrar as contas bancárias das corretoras no Brasil e várias partes do mundo, inclusive de pessoas físicas. Com isso, ficou cada vez mais difícil a maioria das Exchange fazer os pagamentos em reais. O cerco dos bancos e o caminho tomado pelo governo, com respeito à regulação do setor, apenas tornou tudo mais difícil para o mercado de cripto e a instrução normativa 1888, da Receita Federal, colocou em cima das Exchanges, ações que nem os bancos precisam tomar, dificultando mais ainda o trabalho delas.

Pois bem, dentro desse cenário decidimos que deveríamos procurar por legalidade, com segurança para atuar. Se tivéssemos a intenção de não “pagar as pessoas”, nunca iriamos para países como Alemanha e EUA, onde as leis são duras para quem comete crimes com criptomoedas e são mercados mais bem articulados, respeitados e seguros para quem deseja atuar neles.

Sim, criamos uma nova empresa para isso na Alemanha e filial nos EUA. E toda nossa liderança sabe disso. Nunca foi escondido, nunca foi segredo, nunca foi por baixo do pano. Sempre às claras.

Decidimos isso a primeira vez que fomos Investigados pela CVM e pelo MPSC em 2017, cujo os processos foram arquivados. Tomamos a decisão de procurar um lugar com leis mais definidas exatamente para poder começar dentro das normas de cada país e continuar atuando no mercado.

Repito, isso parece ação de alguém que quer fugir às responsabilidades?

Quero esclarecer também que a moeda LQX é um projeto de quase dois anos de trabalho, é IMPOSSÍVEL criar um moeda REAL em 5 ou 6 meses que não seja apenas um “saldo virtual”.

A LQX não é controlada por nenhuma empresa ou pessoa, ela pode ser minerada por qualquer um no mundo, mineradoras da China, e a nossa mineradora no Paraguai minera LQX. Temos mais de 3 mil Masternodes, e para checar isso, acesse a Blockchain da moeda.

A LQX foi concebida já de olho no que estava por acontecer no mercado, assim como a Binance lançou a moeda BNC em 2017, o Mercado Bitcoin a Wibx em 2018, a LQX foi iniciada em 2017 e só em 2019 ficou pronta, veja o seu Roadmap e WhitePaper. Um diferencial dela, é que não teve ICO para captar dinheiro no mercado.

Além disso, a mineração de bitcoin caminha para um patamar quase impossível em seu grau de dificuldade, máquinas ficando obsoletas rapidamente, diferença de spread a cada dia menor, tudo isso, tornando o processo de mineração cada vez mais caro e menos rentável para nosso modelo de operação. Diante disso, a quase dois anos, enxergamos o projeto LQX como uma grande solução para nossa rede de afiliados.

Toda nossa administração e seus diretores estão todos os dias de forma ativa em todas as mídias sociais, fazemos uma live oficial por semana que é pública, o objetivo é mostrar as dificuldades do mercado e o que está sendo feito para solucionar os problemas que surgem e que não foram criados por nós. Todos os mercados mudam constantemente, mas o mercado da criptoeconomia, por ser novo, muda em uma velocidade infinitamente maior. Temos a certeza e a convicção que estamos no caminho certo.

Estamos construindo um novo modelo de negócio e desta vez embasados em LEIS E REGRAS, para atuarmos em todo o mundo de forma LEGALIZADA e com toda a certeza, muito em breve, muitas empresas irão copiar nosso modelo. Neste novo modelo, as moedas aplicadas ficam em suas mãos, onde você poderá retirar a hora que quiser, dando segurança a todos que participam do projeto.

Se não tivéssemos isso como certeza, não estraríamos colocando nossa reputação, nome e nossa família em jogo, estaremos 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano trabalhando para mudar as vidas das pessoas.

Sem mais

Rodrigo Mastrangelo

Diretor de operação Internacional

Deixe sua opinião